Anelis Assumpção e os Amigos Imaginários

by Anelis Assumpção

/
1.
2.
3.
04:07
4.
03:41
5.
03:32
6.
03:36
7.
03:36
8.
05:26
9.
00:37
10.
04:52
11.
04:37
12.
02:21

credits

released July 28, 2014

Anelis Assumpção e os Amigos Imaginários (SDU-021)

Produzido por Anelis Assumpção, Bruno Buarque, Cris Scabello , Mau e Zé Nigro
Gravado nos estúdios Navegantes, Minduca, Traquitana e Copan por Bruno Buarque, Cris Scabello, Mau, Victor Rice e Zé Nigro, entre fevereiro e maio de 2014
Assistentes de Gravação - Fernando Narcizo e Delão
Mixado por Victor Rice no Estúdio Copan
Masterizado por Fernando Sanches no Estúdio El Rocha


Arte Gráfica - Rogerio Velloso
Pintura e Tipografia – Paulo Ito
Fotografias – Renato Stockler e Bruno Miranda - Na Lata
Maquiagem e Cabelo – Simone Souza e Ebony
Figurino – Isadora Gallas
Assistente de Figurino – Danielle Farnezi
Vídeo – Ava Rocha
Produção Executiva – Flavio de Abreu – Scubidu Music

Agradecemos às famílias e aos Amigos Imaginários, Imaginados, Imagéticos, Imaginativos e Miragens.

tags

license

all rights reserved

feeds

feeds for this album, this artist

about

Scubidu Music Brazil

Just plain good Brazilian music!

contact / help

Contact Scubidu Music

Streaming and
Download help

Redeem code

Track Name: Cê tá com tempo?
Cê tá com tempo?
(Anelis Assumpção)

Oi
Tudo bem
Faz tempo que eu não te vejo dando sopa por ai
Você deve estar se perguntando
O que que eu tô fazendo aqui
Eu sei
Que isso não é hora
De tocar a campainha de ninguém
Aqui fora tá frio
Aqui dentro um universo de palavras
Frases elaboradas
Quem sabe até um pedido de desculpas
Pedindo pra sair
A gente não escolhe
Ou a gente escolhe
Certas perturbações
O céu tá escuro
Mas eu quero deixar claro
Eu tô aqui pra jogar conversa dentro
Enquanto lá fora o trajeto é inverso
Eu tô aqui pra jogar conversa dentro
Cê tá com tempo?
Track Name: Eu gosto assim
Eu gosto assim
(Anelis Assumpção)

Pra me sacar não tem segredo
Sou bem fácil de acessar
Agonia demais é que me amarga
Eu gosto mesmo é de gostar
Quando tudo aperta o ar pesa
Fica difícil respirar
A saudade mata o dinheiro falta
Tudo mais sai do lugar
Se faz frio não gosto
Chuva e frio então nem pensar
A vida sem regra é mais divertida
Mas tem que cuidar pra não espanar

Marginal parada não gosto
Burocracia não gosto
Guerra no golfo não gosto
Panela vazia não gosto
Por do sol na praia cerveja gelada
As criança no quintal
No céu querubim
Seu zóinho ni mim
Já falei pra você que eu gosto assim

Mentira deslavada não gosto
Porrada na cara não gosto
Conversa fiada não gosto
Dedada no zóio não gosto
Mambo na vitrola
Tabaco na paia
Transar e dormir de conchim
Jogar conversa fora
Orquídeas no chachim
Já falei pra você que eu gosto assim
Track Name: Mau Juízo
Mau Juízo
(Anelis Assumpção)

Faz mau juízo nega julga interpreta tudo do avesso
Desconheço a razão desse ciúme
Não assume e ainda me pune
Pena que você pense assim
Mas você tá pensando em mim
Eu perdôo dessa vez passa
Me beija com amor
No meio da praça
Larga dessa besteira
Me deixa flertar é brincadeira
Você sabe na ladeira eu sou sua
Sem barreira
Na fogueira
Track Name: Inconcluso
Inconcluso
(Anelis Assumpção)

Te quiero tan mal terminado
inconcluso
sin lujos
grueso
grosero
zoquete
macho
¿Quién necesita a un hombre sin pelo?
pero me gusta su calva
estos chicos llenos de rarezas
traje y corbata
lástima que no saben quién es Zapata

me encanta este torpe
este cuerpo cru y desnudo
sin ropa interior
ningún juicio sobre la cabeza
Me encanta su manera
torcido
medio borracho
mirándome con los dientes
me comía con los ojos
Track Name: Por quê?
Por quê?
(Anelis Assumpção)

Por quê que a gente fica esperando?
Por quê que a gente espera?
O que que a gente fica esperando?
Por quem?
Eu não vou mais mentir
Não vou enganar
Não vou disfarçar
Que eu estava sim
Esperando
Esperando
Esperando
Depois você chegou
E nem demorou tanto
Mas eu continuo ali
Esperando
Esperando
Por quê?
Track Name: Devaneios
Devaneios
(Anelis Assumpção/ Russo Passapusso)


Havia um louco no navio
Viu o céu sorriu
Fogo no pavil
Dente na corrente
Tufões fortes
Ventos lentos
E atentos momentos
Sedentos de amor
Devaneios até aonde alcançar a vista
Eu peço que você siga a minha pista insista
Sista sista
Devaneios
No largo do horizonte
Bem ali atrás do monte tem um jardim invista
assista sista
devaneios no largo do horizonte
bem ali atrás do monte tem um jardim assista
sista sista
devaneios
até aonde alcançar a vista
eu peço que você siga a minha pista invista
sista sista
em condições evolutivas
pensamentos e emoções
tufões fortes
ventos lentos e atentos
momentos sedentos de amor
suba aduba a terra
plante no sertão
os grãos do tufão
boca de sino tem dente
na minha casa no cume da lapa
numa hora vaga lume
Track Name: Toc Toc Toc
Toc Toc Toc
(Anelis Assumpção)


te encontrei
toda arte
te flertei
deslumbrante arte
te desejei mas não
somos iguais mas não
posso sim devo não
somos livres mas não
então

te evitei
outros ares
naveguei
noutros mares
abracei esses males
acreditei nos sentidos
como pesares

dai te repulsei
fui pra bares
te transei noutros olhares
e o meu tesão
não
quero sim devo não
somos iguais mas não
somos livres mas não

contudo me tranquei
no banheiro
e te adorei
tão secreta
até que toc toc toc
pela fresta te vi
abri a porta pra ti
mesmo ali nos amamos

foi quando eu senti
e expurguei
as mazelas
das quais me culpei
todas elas expurguei
e enfim te amei

semelhante minha
me vejo em ti
roubou o isqueiro
que eu não te daria
levou contigo meu fogo
pra acender
pra acender
e acendeu
Track Name: Song to Rosa
Song to Rosa
(Anelis Assumpção)

Rosa é uma mulher que sabe o que quer
Ela casou e no dia da festa ela foi ao cinema
Ela não podia perder a sessão maldita
Nem tampouco perder a chance de provocar
Pois seu compromisso mesmo era com a vida
E foi aos trancos que ela se fez acreditar
Rosa fugiu da polícia
Rebolou na pista
Se aculturou chorou
Viveu a morte enquanto gerava uma vida
Sofreu por amor
Cresceu secou
Regou o jardim brotou brotou
E como a flor se defendeu em espinhos
Ela sabe o que quer
E assim como eu é uma mulher
Mas se deus quiser
Quando eu crescer eu vou ser
Uma rosa
Ela não sabe o que quer
Assim como eu ou outra mulher
Mas quando eu crescer
Se deus quiser
eu vou ser uma Rosa
Track Name: Declamação
Declaração
(Anelis Assumpção, Céu, Kiko Dinucci)

visto a minha mais bela renda
bordada a fios de ouro
sob o lençol de malha fina
intrépida não sonego fogo
me entrego qual kamikase
minha seiva
sua língua
passeia pelo meu corpo
faz morada em meu ouvido
e sussura elogios tolos
impostos do coração
em pleno meio dia
eu renda
você malha fina
nossa declaração
já sei não sou isenta
e pago em dia
minha fantasia
às garras do leão
Track Name: Declaração
Declaração
(Anelis Assumpção, Céu, Kiko Dinucci)

visto a minha mais bela renda
bordada a fios de ouro
sob o lençol de malha fina
intrépida não sonego fogo
me entrego qual kamikase
minha seiva
sua língua
passeia pelo meu corpo
faz morada em meu ouvido
e sussura elogios tolos
impostos do coração
em pleno meio dia
eu renda
você malha fina
nossa declaração
já sei não sou isenta
e pago em dia
minha fantasia
às garras do leão
Track Name: Minutinho
Minutinho
(Anelis Assumpção, Alzira E, arrudA e Jerry Espíndola)

Me da um minuto do tempo que você gasta
Pensando nos dilemas inventando uma pá de problema
Transfira os segundos
Das horas perdidas
Deixa de inventar tanta despedida
Me dá um tempo
No meio da sua tarde
Quem sabe a gente ainda arde
Me dá um quarto
Das noites solitárias
Das horas vazias
Altas caminhadas
Seus dias
Me dá bom dia
De beijo demorado
Me dá uns dias e eu te devolvo dobrado
Me dá um um minuto do tempo que você gosta
Dá um minutinho
Que o tempo se arrasta
Track Name: Deuso Deusa
Deuso Deusa
(Anelis Assumpção)

Maomé Moisés Jesus Oxalá Iemanjá Orixá Exu
Sidarta Govinda Netuno Krishna Siva Sarturno
Vênus Alá Afordite
Marte a Sorte e a Morte
A Ciência Não Traduz
Célula Tronco
Árvore
Espírito
Ser Humano
Anjo
E Luz

Deus Refaz
Eu Refil